Blog

Alfabetização. Por onde começar?

3-825x542

Compartilhar em:

É tão gratificante acompanhar o desenvolvimento de uma criança: quando ela começa a engatinhar, dar os primeiros passos, falar, e também quando ela começa a reconhecer as letras do alfabeto para, futuramente, ler e escrever. Esse processo de alfabetização é gradual e depende do tempo de cada um, mas existem algumas estratégias que podem facilitar esse aprendizado tanto na escola como em casa.

A alfabetização consiste no aprendizado do alfabeto e de sua utilização como código de comunicação e apropriação do sistema de escrita, com a compreensão das letras, sendo etapa primordial para ler e escrever. Segundo a UNESCO, a alfabetização é um processo de aquisição de habilidades cognitivas básicas que contribuem para a conscientização social e para formação do pensamento crítico do indivíduo.

Esse processo inicia nos primeiros anos do Ensino Fundamental, mas a criança traz muitas influências de casa, da família e do ambiente em que convive. Ela já tem a noção dos objetos, seus significados e funções, sabe que as representações estão por todos os lados. Por isso, a escola deve se tornar uma aliada nessa etapa do aprendizado, trazendo um ambiente ainda mais lúdico e repleto de atrativos que instiguem os alunos a ler e escrever. O ideal é que a sala de aula tenha livros, jornais, histórias, materiais diversos que ajudem os estudantes a desenvolverem essas habilidades.

É através da alfabetização que, mais tarde, a criança consegue adquirir a habilidade da leitura, da compreensão de textos e da linguagem de maneira geral. Competências necessárias para avançar nos anos escolares e também para evoluir dentro da sociedade.

Bom, agora que já falamos sobre o significado e a importância da alfabetização, ou seja, a teoria, vamos para a prática?! Convidamos a professora Bianca Dutra, dos Anos Iniciais da Rede Caminho do Saber, de Caxias do Sul, para nos passar algumas dicas fundamentais para pais e professores que podem ser adotadas durante o processo de alfabetização da criança. São orientações básicas, mas bastante úteis para facilitar essa etapa do aprendizado.

Vamos aprender juntos?

CONTEXTUALIZE: vincular atividades do dia a dia da criança no processo de alfabetização é benéfico. Peça ajuda para criar a lista de compras do mercado, questionando o som da letra inicial, quantas letras possuem. Lista de itens para viagens, ingredientes de uma receita. Estes momentos fazem com que a criança perceba a escrita em todos os espaços.

CELEBRE AS CONQUISTAS: cada criança tem seu tempo para internalizar e assimilar as informações. Nesta fase, celebre cada passo conquistado. Uma letra reconhecida, uma sílaba ou palavra criada. Nunca compare a criança com o outra, somos todos diferentes. Precisamos tornar este processo prazeroso.

CRIE O HÁBITO DA LEITURA: o processo de alfabetização consiste na aquisição de habilidades envolvendo a escrita e leitura. Ouvindo histórias ou relatos, permite que a criança descubra a linguagem escrita. Organize uma rotina, peça para que em alguns momentos ela reconte ou crie histórias.

CONSTRUA UM BANCO DE PALAVRAS: sempre pergunte ao final de uma leitura se a criança não conhece o significado de alguma palavra. Explique o sinônimo e em um cartaz crie um banco de palavras com todas as descobertas. Esta atividade auxilia no repertório de palavras.

OBSERVE AS EVOLUÇÕES: sugestão é iniciar o processo apresentando as letras e os sons do alfabeto, não necessariamente em ordem. Após mostre a junção das letras que formarão as sílabas, dê preferência por sílabas exatas (PA/MA/RO). Assim sucessivamente para palavras, frases, textos. Nem sempre seguimos o mesmo método. É necessário conhecer as habilidades iniciais da criança. Existem diversos métodos de alfabetização.

CRIE, RECRIE CONSTRUA: o processo de alfabetização precisa estar aliado ao lúdico. Construir jogos favorece a intencionalidade e o objetivo de cada fase neste processo. Construa jogo das sílabas, do alfabeto, formando palavras. Estimule a criatividade.

MANTENHA A COMUNICAÇÃO ENTRE FAMÍLIA E ESCOLA: primordial que professores e responsáveis mantenham uma comunicação ativa, observando evoluções ou possíveis dificuldades. Juntos auxiliando neste processo.

ACREDITE, TUDO DARÁ CERTO: como a palavra processo já define, é uma ação continuada, gradativa.  Então tornar este momento prazeroso e significativo é o mais importante.  Tranquilize a criança que tudo acontecerá no seu tempo. Estas habilidades desenvolvidas neste processo serão utilizadas no decorrer de sua vida. Precisamos deixar marcas positivas nesta fase.

Dicas valiosas e que poderão fazer a diferença para a alfabetização do seu filho ou do seu aluno. Que tal coloca-las em prática e compartilhar com a gente os resultados? Esperamos o seu comentário.

Diante de tanta dificuldade e tristeza no cenário atual do Rio Grande do Sul, a Caminho Rede de Ensino coloca em prática o projeto “Uma colcha para cobrir o mundo” para promover a solidariedade e a empatia. O projeto traz contação de história
Em relação à alfabetização no processo ensino-aprendizagem é importante destacar as ideias que sustentam os estudos de Jean Piaget. Nessa teoria, o desenvolvimento intelectual é considerado como tendo dois componentes: o cognitivo e o afetivo.
A Caminho Rede de Ensino será sede da etapa regional do First Lego League Explore, uma competição de robótica destinada para equipes com estudantes de 6 a 10 anos. Essa é uma das categorias do FLL (First Lego League)